Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Construa sua Carreira em Portugal

Apoio à integração profissional de expatriados em Portugal

Live Quer trabalhar em Portugal?

31.08.20

No passado dia 16 de Agosto fiz uma live sobre o mercado de trabalho em Portugal em parceria com o blog Que Seja Portugal da Camila Ciberi. Nesta live explorei temas que considero fundamentais para quem está à procura de uma oportunidade de trabalho e vida no nosso país, nomeadamente a remuneração e ganho médio salarial, os tipos de contrato de trabalho, a importância das línguas, entre outros.

Remuneração Salarial em Portugal

04.08.20

Acredito que um dos grandes desafios que um imigrante enfrenta quando chega ao nosso país é compreender de forma clara o que é a remuneração salarial e como está estruturada em termos financeiros e legais.  Neste artigo, o meu objectivo é explicar-lhe da forma mais simplificada possível o que será o seu salário, que tipo de contribuições e descontos deverá realizar e como é que este é composto.

Em primeiro lugar, o mercado de trabalho português faz uma diferenciação entre Remuneração Base e Remuneração Acessória, sendo que a primeira diz respeito ao salário base assente no princípio da disponibilidade do profissional para o trabalho e a segunda a todos os benefícios, subsídios e demais pagamentos complementares, como por exemplo os subsídios de férias e natal e o subsídio de alimentação. A Remuneração Final Mensal, composta pelo salário base e pelos benefícios acordados ou subsídios complementares acessórios, é considerada bruta ou ilíquida antes de o profissional realizar as suas contribuições para a segurança social e impostos e líquida quando recebe o dinheiro na sua conta após todos os descontos obrigatórios por lei que são processados directamente pelo seu empregador.

Vamos conversar sobre línguas?

03.08.20

Os portugueses são conhecidos na Europa por terem uma habilidade extraordinária para falar línguas, no meu caso que sou considerada um C2 a Inglês (não se preocupe que já lhe explico o que isso significa!), perguntam-me com alguma frequência onde adquiri um nível tão alto e há uma espécie de incredulidade quando conto que nunca tive aulas específicas para a língua, mas apenas o conhecimento e prática adquiridos ao longo do ensino.

Na verdade, creio que a nossa habilidade adicional para a aprendizagem de outras línguas não se explica simplesmente com o nosso ensino escolar, embora goste de ver o ar surpreso na cara da outra pessoa.